modelo e musa trans, Rafaela Belucci estrelou um ensaio fotográfico e mostrou que cuidar da silhueta é uma das suas tarefas prediletas. Para ela, que começou sua carreira como modelo na Itália há seis anos atrás, a volta para o Brasil nesse momento está recheada de bons motivos.
“Fui para a Itália porque lá a mídia e a sociedade são mais tolerantes às pessoas trans como eu. Fiz muitos trabalhos, fui capa de revista, adquiri respeito mas sentia falta do meu país, da minha família e percebi que temos ganhado mais espaço, é bonito ver isso”, apesar do engajamento político, Rafaela garante que não quer tomar a linha de frente. “Já tem muita gente que se quebrou toda para as novatas darem a cara à tapa, eu só quero que as pessoas lidem com naturalidade”.
A bordo de um look bastante ousado, a morena não economizou nas poses sensuais e garante que apesar dos passos dados para a classe, ainda há muito a ser conquistado. “No Brasil só querem me ver nua, é uma curiosidade inexplicável e eu não ligo porque malho e fico gostosa porque sou vaidosa mesmo. Além disso a minha imagem é meu instrumento de trabalho para a mídia, não preciso provar nada a mais pelo fato de ser uma mulher trans, sou uma pessoa como qualquer outra”, desabafa.
Fotos: Michel Souza/ M2 Mídia

Mateus Rosa

M2 Assessoria
Print Friendly

Rafaela Belucci (7)

Rafaela Belucci (7)