Check  Out My Rank On PRTracking.com! Your SEO optimized title page contents
Published On: sex, ago 12th, 2016

Receita Federal aprova alfandegamento do Terminal de Petróleo do Porto do Açu

O Terminal de Petróleo (T-OIL) do Porto do Açu, desenvolvido em parceria pela Prumo e a alemã Oiltanking, recebeu no dia 10 a aprovação da Receita Federal para alfandegamento. O terminal tem 20,5 metros de profundidade, 1.423,50 metros de cais e mais de 70 mil metros quadrados de área total.

DSC_0015

Com operação prevista ainda para este mês, o terminal poderá realizar simultaneamente três operações de transbordo entre navios atracados a contrabordo, conhecida como ship-to-ship. Inicialmente serão utilizados navios Suezmax e, partir de 2018, com a dragagem do canal para até 25 metros, o porto poderá receber navios VLCCs, que carregam até 320 mil toneladas.

O primeiro cliente do terminal é a Shell, que assinou contrato para movimentar, a partir deste mês, 200 mil barris por dia, pelo período de 20 anos. O terminal tem capacidade para movimentar 1,2 milhão de barris por dia.

O T-OIL, terminal construído em área abrigada por quebra-mar, possibilita uma operação segura, rápida e eficiente, com redução de custos para os clientes, o que aumenta a competitividade do petróleo brasileiro. Além disso, a operação no Porto do Açu reúne características de alto nível que oferecem atendimento de qualidade para toda a indústria de óleo e gás.

Porto do Açu

O Porto do Açu, localizado em São João da Barra (RJ), conta com 90 km², divididos em dois terminais: o Terminal 1 (T1 – terminal offshore) e o Terminal 2 (T2 – terminal onshore), além de área para a instalação de unidades de empresas dos setores marítimo e industrial.

O T1 é dedicado à movimentação de minério de ferro e petróleo, com berços construídos em 3 km de cais. Em operação desde outubro de 2014, o terminal já recebeu mais de 100 navios de minério de ferro para a Anglo American (que opera em Conceição do Mato Dentro, em Minas Gerais) e movimentou mais de 13 milhões de toneladas do produto. A Prumo e a Anglo American possuem uma joint venture, chamada Ferroport, que é formada 50% por cada companhia. No T1, também está localizado o Terminal de Petróleo (T-OIL), que possui capacidade para movimentar 1,2 milhão de barris de petróleo por dia e que inicia neste mês a operação.

O T2 é um terminal no entorno de um canal para navegação com 6,5 km de extensão, 300 metros de largura e até 14,5 metros de profundidade. As empresas Technip, NOV, InterMoor, Wartsila, Edison Chouest e BP-Prumo já estão operando suas unidades no terminal.

About the Author

- Diretor do Jornal O Campista em julho de 2010 criei um blog denominado de Jornal O Campista qual tenho orgulho de ter feito em 5 anos um dos sites mais visitados do Brasil hoje com 4 prêmios de melhor do ano um site que nasceu de um sonho de abrir espaço a quem não tinha hoje temos mais de 11,000 assinantes e mais de 40 colaboradores dentro e fora do Brasil.

Leave a comment

You must be Logged in to post comment.

Assinar Blog por Email

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por email.

Junte-se a 58 outros assinantes

Videos

Meta

snowflake snowflake snowflake snowflake snowflake snowflake snowflake snowflake snowflake snowflakeWordpress snowstorm powered by nksnow
%d blogueiros gostam disto: