Discussão sobre a criação de ZPE no empreendimento é o principal foco da visita

Rio de Janeiro, 28 de setembro de 2016 – O Porto do Açu recebe amanhã, dia 29, a visita do Ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira. O objetivo é conhecer o Porto o Distrito Industrial de São João da Barra (DISJB), criado e gerido pelo Estado do Rio de Janeiro, que tornam a região apta a sediar uma Zona de Processamento de Exportação (ZPE).

O ministro é presidente da Comissão das Zonas de Processamento a Exportação (CZPE), composta por membros dos Ministérios da Fazenda; Planejamento, Desenvolvimento e Gestão; Integração Nacional; Meio Ambiente e Casa Civil da Presidência da República. A Comissão é a responsável por recomendar ao Presidente da República a criação de ZPEs no país. Representantes desses ministérios também farão parte da comitiva.

“O Distrito Industrial de São João da Barra associado ao Porto do Açu tem todas as condições para sediar uma ZPE. Nosso porto está operacional, localizado próximo aos maiores mercados consumidores e possui acesso logístico. A infraestrutura do porto está pronta, e agora vamos desenvolver o distrito industrial. E a ZPE é o elemento para alavancar isso”, afirmou José Magela Bernardes, presidente da Prumo Logística, empresa que desenvolve e opera o Porto.

A visita foi agendada após reuniões realizadas em Brasília, no mês de junho. No encontro, o ministro Marcos Pereira se comprometeu a acompanhar todas as fases da criação da ZPE. “Queremos contribuir para o desenvolvimento da região norte fluminense e de todo o estado do Rio de Janeiro”, disse.

Também participarão da visita a presidente da Codin (Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro), Conceição Ribeiro, e deputados federais, entres Júlio Lopes, vice-presidente da Comissão de Viação e Transportes da Câmara Federal.

O Governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços (SEDEIS) e da Codin, está capitaneando a criação da ZPE no DISJB. A previsão é que a ZPE, que será a segunda do estado do Rio de Janeiro, e a primeira da região norte fluminense, esteja constituída em 18 meses.

As ZPE’s são áreas de livre comércio, destinadas à instalação de empresas, com 80% de sua produção voltada para a exportação. Entre as indústrias que podem ser beneficiadas com a instalação da ZPE no DISJB, estão a de beneficiamento de rochas ornamentais e de café.

T-MULT

Um dos diferenciais do Porto do Açu é o seu Terminal Multicargas (T-MULT), que conta com 500 metros de cais, aproximadamente 200 mil m2 de área alfandegada e 2 guindastes MHCs com capacidade de içamento de 100 toneladas e alcance de lança de 46 metros. Autorizado a operar com graneis sólidos, carga de projetos e veículos, o terminal já movimenta bauxita, coque e cargas de projeto.

Além disso, a região norte fluminense contará com um ramal
ferroviário da EF-118, que ligará o DISJB e o Porto às cidades do Rio de Janeiro e Vitória. A ferrovia, de alta capacidade, possibilitará o transporte de diversos produtos, como granéis, rochas ornamentais e grãos, entre outros.

NO COMMENTS