Porto do Açu apoia mais uma vez o movimento Maio Amarelo

Iniciativa inclui palestras, panfletagem e blitzen educativas

 

São João da Barra, 3 de maio de 2018 – Com o objetivo de chamar a atenção das pessoas para a importância da segurança no trânsito, o Porto do Açu está apoiando, por mais um ano, o movimento Maio Amarelo. Criado há 5 anos pelo Observatório Nacional de Segurança Viária, o movimento alerta a sociedade para o alto índice de mortes e feridos em acidentes em todo o mundo. O tema desta edição da campanha é #NósSomosOTrânsito, que propõe o envolvimento direto da sociedade nas ações pelo trânsito seguro e promove uma reflexão sobre uma nova forma de encarar a mobilidade.

“Assumimos como nosso compromisso o apoio ao Maio Amarelo, como uma forma de reforçar um trabalho de conscientização que já desenvolvemos junto aos nossos colaboradores ao longo de todo o ano. A segurança é um dos valores primordiais da Porto do Açu e aplicá-la no dia a dia no trânsito e disseminar esta ideia é também o nosso papel”, afirmou Rodrigo Castana, gerente de Segurança e Saúde Ocupacional do Porto do Açu.

Para mobilizar os colaboradores do Porto, a marca que simboliza o movimento será distribuída a todos. O laço na cor amarela é um convite para que cada um adote um comportamento mais seguro e responsável no trânsito. O grupo também participará de palestras sobre o tema, ministradas pelo Corpo de Bombeiros, pelo SEST SENAT e pela Autopista Fluminense. Para reforçar a campanha, a Porto Do Açu ainda fará panfletagem e blitzen educativas, dentro do empreendimento e também na BR-356, rodovia que liga Campos a São João da Barra, com o apoio do poder público municipal.

Segundo José Aurélio Ramalho, idealizador do Movimento Maio Amarelo, 90% dos acidentes têm como motivação as falhas humanas, como imperícia, imprudência e desatenção. “Somos os responsáveis pelos nossos atos no trânsito e ter consciência clara disso é um dos caminhos para a reversão do triste cenário não só do Brasil, mas de todo o mundo”, ressaltou.

Segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), em 2009, foram registradas cerca de 1,3 milhão de mortes por acidente de trânsito, em 178 países. São três mil vidas perdidas por dia ou a nona maior causa de mortes no mundo. Se não houver mudanças, a OMS estima que 1,9 milhão de pessoas devem morrer no trânsito em 2020 (passando para a quinta maior causa de mortalidade) e 2,4 milhões, em 2030.