Heiner Müller, um dos mais importantes dramaturgos do século XX, destacou-se por suas posições políticas e culturais extremamente críticas sobre a história alemã e a República Democrática Alemã, regime no qual, no entanto, preferiu permanecer. Na peça A Estrada de Wolokolamsk, escrita no fim do bloco socialista, apresenta sua versão da RDA. O texto “é um autodrama”, no dizer do autor, “onde somos nós próprios os atores”.

flyer

Preparando a montagem de A Estrada de Wolokolamsk, a Ensaio Geral Produções, a Moretti Comunicação e o Goethe-Institut promovem o workshop “O Teatro de Heiner Müller e A Estrada de Wolokolamsk”, apresentando palestras, leituras dramáticas e discussão sobre cenas do referido texto teatral.

esther-goes-divide-a-direcao-com-seu-filho-ariel-borghi-credito-da-imagem-acervo-ensaio-geral-producoes

O workshop ocorrerá no auditório do Goethe-Institut nos dias 7 e 8 de dezembro de 2016, das 18:30hs às 21:30hs.

ariel-borghi-divide-a-direcao-com-esther-goes-credito-da-imagem-acervo-ensaio-geral-producoes

Programação

dia 7 de dezembro

  • Palestras

“As duas obsessões de Müller – Hamlet e a história alemã”

Pelo Prof. Laymert Garcia dos Santos, Professor do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp e organizador do livro Drucksacha N.F.6 – Brasilien sobre Heiner Müller e o Brasil (2001)

 “Impressões de Heiner Müller”

Depoimento sobre o autor pela tradutora e dramaturga Christine Röhrig, coordenadora e tradutora de textos da coleção Teatro Completo de Bertolt Brecht e tradutora de peças de Heiner Müller.

  • Leitura dramática

parte III – O DUELO do texto A Estrada de Wolokolamsk,  na tradução de Fernando Peixoto, pelos atores Esther Góes e Ariel Borghi, seguida de discussão com a plateia sobre os temas abordados.

dia 8 de dezembro

 

  • Palestra

“Subversão Poética”

Por Bernadeth Alves, professora convidada pelo Depto. de Direção Teatral da Universidade de Estocolmo e formadora do Curso de Direção Teatral da SP Escola de Teatro.

  • Leitura dramática

parte IV – CENTAUROS do texto A Estrada de Wolokolamsk, na tradução de Fernando Peixoto, pelos atores Esther Góes e Ariel Borghi, seguida de discussão com a plateia sobre os temas abordados.

SERVIÇO

Quarta-feira 07/12 e quinta-feira 08/12

Das 18h30 às 21h30

Goethe-Institut – auditório

Rua Lisboa 974, Pinheiros, São Paulo

11 3296 7000
Entrada franca – inscrições:
cultura@saopaulo.goethe.org

Capacidade: 160 lugares

 

Imprensa // André Moretti

NO COMMENTS