Durante Operação de Fiscalização no Noroeste do Rio de Janeiro, realizada entre 22 e 24 de março, os fiscais do Conselho Regional de Educação Física (CREF1) flagraram dois estudantes conduzindo atividades e irregularidades nas academias locais. A ação teve o objetivo de coibir a prática ilegal da Educação Física na região, uma vez somente profissionais formados e habilitados no Conselho tem autorização para conduzir exercícios físicos.

Os exercícios ilegais foram flagrados em academias de musculação em Porciúncula e em Varre Sai. Na última também foi flagrado um estabelecimento sem registro de Pessoa Jurídica e sem Responsável Técnico nomeado no Conselho.

Outras irregularidades foram constatadas nos demais municípios da região. Na cidade de Campos dos Goytacazes, dois estabelecimentos não possuíam registro de PJ e nem RT e um professor atuava fora da área de habilitação. Já em São José de Ubá, os fiscais encontraram uma sala desprovida de profissional. O município de Itaperuna foi o único onde não foram encontradas irregularidades.

Todos os casos de exercício ilegal, caracterizado quando uma pessoa sem formação superior em Educação Física e registro no Conselho se encontra à frente de qualquer atividade física, serão encaminhados ao Ministério Público. As empresas notificadas serão convocadas a prestar esclarecimentos no Departamento Jurídico do Conselho e regularizar a situação.

Flávia Ferreira