A primeira academia do samba está chegando de cara nova. Os ares da renovação já tomaram conta.

É de conhecimento de quem trabalha com o Carnaval, que o espaço para o amadorismo não mais existe, as escolas de samba estão tendo que se reinventar a todo momento. Ainda em tempos de crise, onde não está fácil para ninguém, com custo de material e mão-de-obra pesando no orçamento, como fazer? O segredo está no planejamento e novas estratégias para movimentar a engrenagem.

Uma delas é justamente a renovação, a reconstrução ou construção de um novo time que coloque a escola em uma posição competitiva, com uma nova mentalidade e profissionalismo.

Assim está sendo. A nova formação tem agora em seu quadro, assumindo a presidência da ala de compositores o grande Sidney de Pilares, com uma bela bagagem no mundo do samba, compositor campeão.

“A ala de compositores é tão importante quanto as demais, podemos dizer que ela é a alma musical da escola, se os compositores não nos brindassem com suas obras o que seria do samba? Estou muito feliz do Sidney ter aceitado este nosso convite para ficar à frente dos compositores. E já posso adiantar, que o Engenho da Rainha fará disputa de sambas e virá para brigar pelo título. Nosso enredo está quase pronto. Então que os compositores se preparem porque será um grande enredo”, frisou o presidente da escola Junior Bad Boy.

O primeiro evento da escola está previsto para acontecer em maio, com a apresentação da nova equipe e o lançamento oficial do enredo. A data será confirmada posteriormente.


Lia Amorelli
Diretoria de Comunicação e Imprensa
Gres Acadêmicos do Engenho da Rainha

Print Friendly

image

image