Campanha começa hoje, 17, pela área rural do município, nos bairros Sapeatiba e Vila Nova. A partir de segunda-feira, 20, todos os postos estarão vacinando

A Prefeitura de Iguaba Grande, através da Secretaria Municipal de Saúde, iniciou nesta sexta-feira, dia 17, a campanha de vacinação contra a Febre Amarela. O município recebeu do Ministério da Saúde a primeira remessa de doses da vacina. De acordo com a Prefeita Grasiella Magalhães, a estratégia adotada pelo município segue orientação da Secretaria de Estado de Saúde, “Demos início, hoje, à vacinação na área rural da cidade, nos bairros Sapeatiba e Vila Nova. A partir de segunda-feira, dia 20, todos os postos da cidade estarão vacinando. É importante lembrar que os casos registrados no estado são de febre Amarela Silvestre, não há casos da doença em área urbana”, explica a prefeita, afirmando que toda a cidade será vacinada. “O município pleiteou essa campanha com o Estado e com o Ministério da Saúde, que nos enviará doses suficientes para vacinar a cidade. Não há motivo para pânico, já começamos a campanha e vamos vacinar toda a população, o Ministério da Saúde se comprometeu em atender nossa demanda”, explica Grasiella.

Segundo o Secretário de Saúde, Leonidas Heringer, os moradores devem procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) de sua localidade, de segunda à sexta-feira, no período de 8h às 17h. De acordo com Leonidas, o Pronto Socorro de Iguaba Grande não será um ponto de vacinação. “Nossas unidades Básicas cobrem 100% da população, não existe um surto de febre amarela, então não há necessidade de um aparato emergencial, como utilização do Pronto Socorro ou escolas, por exemplo. Podemos vacinar toda a população, sem pânico”, disse Leonidas, acrescentando que a Unidade de Pronto Atendimento estará envolvida na campanha, mas de forma a atender os casos emergenciais, de reações adversas à vacina, por exemplo. O secretário alerta que, após a vacinação, as pessoas que apresentarem sintomas de desconforto, dor no corpo e febre, deverão procurar a unidade de saúde.

Leonidas alerta também a respeito de falsas orientações e notícias que circulam em redes sociais. “Andou circulando uma informação, atribuída à FIOCRUZ, de que bebês deveriam reforçar a vacina após 30 dias, essa informação é falsa! Os bebês com mais de 9 meses devem, sim, tomar um reforço da vacina, mas após 4 anos. Nos adultos, esse reforço deve ser após 10 anos da vacinação” explica o Secretário. “É muito importante que as pessoas não compartilhem notícias e orientações sem que tenham certeza da fonte, por isso os melhores canais para buscar informações são os oficiais, como site da Prefeitura, Ministério da Saúde, ou Secretaria de Estado de Saúde”, conclui.

RESTRIÇÕES

Pessoas com imunidade baixa é necessário uma atenção maior ao se vacinar. Estão restritos à vacinação grávidas e que estão amamentando, portadores de HIV/AIDS, com câncer, acima de 60 anos, pessoas com alergia a ovo, com doenças do fígado, com hipertensão arterial sem controle adequado, com diabetes descontrolada e os que faz uso crônico de corticóides, nesses casos a vacinação só poderá ser feita com avaliação e prescrição médica.

Após ser vacinado, o organismo tem 10 dias para efetivamente estar protegido, então mesmo tomando a vacina é importante que a pessoa evite áreas de mata.

Para maiores informações, a Secretaria Municipal de Saúde de Iguaba Grande disponibilizou o telefone (22) 2634-3738, ramal 224, que estará recebendo ligações em horário comercial, de segunda à sexta, de 8h às 17h.

-Daniele Beldon

Assessoria de Comunicação e Cerimonial

Print Friendly

image

image