Empresa responsável deu prazo de 30 dias para troca de lâmpadas

Para resolver a demanda de reclamações referente à iluminação pública, a Prefeitura Municipal de Iguaba Grande solicitou à Compillar, empresa responsável pela prestação do serviço, que seja feito um levantamento e reparo dos postes que apresentam problemas de iluminação. A empresa deu um prazo de 30 dias para que o serviço seja normalizado e a troca de lâmpadas seja feita.

Segundo levantamento na Ouvidoria do Município de Iguaba Grande, o maior número de reclamações registrado é referente à iluminação pública, porém algumas localidades ainda não possuem postes e transformadores, que é de responsabilidade da ENEL, concessionária que atua na área de distribuição de energia.

De acordo com Grasiella Magalhães, prefeita de Iguaba grande, a ENEL tem mantido um bom relacionamento com a Prefeitura, atendendo as solicitações. “Entendemos o momento de crise que estamos passando, contudo a ENEL tem nos escutado e nos atendido na medida do possível. A exemplo disso, no próximo domingo vamos realizar uma obra para instalação de poste e transformador”, explicou a prefeita, se referindo ao trabalho que será realizado pela concessionária no bairro Nova Iguaba, dia 12, das 9h às 15h30m.

“Embora seja uma atribuição exclusiva da ENEL, a prefeitura tem o dever de levar à instituição as necessidades da população, além da do bairro Nova Iguaba, existem outros bairros com a mesma necessidade, que posteriormente serão atendidos”, concluiu a prefeita.

Texto: Tiago Gouveia

Daniele Beldon

Print Friendly

Mais-Luz-169x300

Mais-Luz-169x300

SHARE
Previous articleComemoração da Semana da Mulher encerrou nesta quinta
Next articleMudanças no Enem 2017
Diretor do Jornal O Campista em julho de 2010 criei um blog denominado de Jornal O Campista qual tenho orgulho de ter feito em 5 anos um dos sites mais visitados do Brasil hoje com 4 prêmios de melhor do ano um site que nasceu de um sonho de abrir espaço a quem não tinha hoje temos mais de 11,000 assinantes e mais de 40 colaboradores dentro e fora do Brasil.