Sucesso e destaque de Nilópolis para o Brasil.

O nome é extenso assim como seu talento, Robson Guilherme Rocha Lima, mais conhecido como Chocolate, ainda criança, começou a compor desde os 12 anos, por influência da mãe que ouvia todos os dias uma rádio carioca, chamada rádio Tropical.

Chocolate conta que acabou se identificando com o samba onde começou a rabiscar alguns versos e assim foram surgindo variações do samba, onde acompanhou todas com satisfação e prazer, mas confessa também que adora o samba de raiz onde se sente mais a vontade.

“O partido alto. Aquele que começava sempre ao som do pandeiro acompanhado de um verso de improviso e geral batendo na palma dá mão”, traduz Chocolate ao falar da raiz do samba.

Chocolate participa do projeto chamado Os Novos Compositores, no qual, pode mostrar, enfim, o que manteve guardado durante muito tempo na gaveta do armário sendo voltado exatamente para o samba autoral onde é cantado na voz do próprio autor.

As apresentações acontecem toda a segunda quinta-feira de cada mês, na rua Gomes Freire, n°27, no bar À Paulistinha, no Centro do RJ.

Chocolate nasceu em Nilópolis, foi criado em Bento Ribeiro e Braz de Pina no Rio de Janeiro.