O controle de uma partida de futebol passa pelas decisões técnicas adequadas tomadas pela arbitragem durante os 90 minutos. Para isso, é fundamental um trabalho em equipe e uma comunicação clara entre a equipe de arbitragem. Com o objetivo de padronizar os critérios durante os jogos do Campeonato Brasileiro e facilitar o diálogo entre os árbitros, a Comissão de Arbitragem  da CBF (CA-CBF) utiliza novas ferramentas para o desenvolvimento da arbitragem brasileira junto à Escola Nacional de Árbitros de Futebol (ENAF).

VIDEOCONFERÊNCIA

Em trabalho conjunto com as 27 federações, a Comissão de Arbitragem vem promovendo debates com os árbitros brasileiros através de videoconferência. Iniciadas no dia 20 de julho, as reuniões foram conduzidas pelo Presidente da CA-CBF, Marcos Marinho, e ministradas pelo Diretor da ENAF, Alício Pena Júnior, com participação de Ana Paula Oliveira, Cláudio Cerdeira, Ricardo Almeida e José Roberto Wright.

– É uma iniciativa pioneira com relação à arbitragem na CBF. Uma ação solicitada pelo Presidente Marco Polo, desenvolvida por toda a estrutura da arbitragem da CBF. Analisamos as maiores dificuldades encontradas pelos árbitros e com os vídeos das decisões nas nossas competições estamos trabalhando o aprimoramento que está sendo desenvolvido com as 27 federações. Estamos com grupos de até cinco federações participando dessas videoconferências com a apresentação de vídeos, os árbitros emitindo suas opiniões e seus conceitos, buscando exatamente isso: aprimoramento, melhoria, padronização e uma elevação no nível de atuação dos nossos árbitros nas competições coordenadas pela CBF – analisou o Diretor da ENAF, Alício Pena Júnior.

Após a análise do desempenho da arbitragem nas primeiras rodadas do Brasileirão, o material didático da aula com análise de casos foi desenvolvido com a colaboração da Central de Análise de Desempenho. O conteúdo reforçou pontos específicos como: “conduta violenta”, “situação de mão” e “faltas táticas”. Além da análise técnica dos lances, o posicionamento, postura dos árbitros e leitura tática de jogo foram destacados nos encontros à distância.

– Essa medida já estava prevista. Depois que atingíssemos determinado número de rodadas, nós faríamos um reforço daquilo que foi colocado no início da temporada em relação à aplicação de regras, conceitos… Nós vimos ao longo das competições, alguns conceitos que precisariam ser reforçados. É isso que estamos fazendo com todas as federações. Uma nova ferramenta que estamos utilizando e está sendo bastante útil para gente estar melhorando as pessoas na qualidade da interpretação da regra – afirmou Marcos Marinho.

Temas abordados:

1 – Entradas / Disputas – Imprudência, Temeridade, Jogo Brusco Grave, Conduta Violenta
2 – Mãos
3 – Faltas táticas
4 – Posicionamento – Deslocamento, Antecipação, Conhecimento tático
5 – Agilização dos reinícios de jogo
6 – Controle de jogo – combate às reclamações e atitudes antidesportivas
7 – Cores e utlização de uniformes
8 – Confecção de súmulas e relatórios

IMPLEMENTAÇÃO DO BASTÃO

Em campo para auxiliar as tomadas de decisão, o árbitro adicional ganhou um novo instrumento de trabalho. Para aprimorar a comunicação entre o quarteto, o bastão contém um bip que, quando acionado, emite um alerta ao árbitro principal. Presidente da Comissão de Arbitragem, Marcos Marinho, acredita que a nova ferramenta contribuirá para a dinâmica do espetáculo.

– A mesma coisa que o assistente utiliza para avisar o árbitro de um lance importante, os adicionais também estão usando esse bastão em que eles acionam através de um bip. Algum lance que ele tenha visto e o árbitro não tenha observado, o adicional vai chamar a atenção do árbitro. É um instrumento que assessora o árbitro com relação à comunicação de um lance que seja rápido para que ele possa tomar a decisão de uma forma mais correta possível – explicou o Presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Marcos Marinho.

Planejamento do primeiro ciclo de debates com os profissionais das 27 federações:

20.07 – 16h00 às 18h00 – Federações: AP/RO/RR

21.07 – 10h30 às 12h30 – Federações: AM/AC/PA/TO/MA

21.07 – 16h00 às 18h00 – Federações: PI/CE/RN/PE/PB

25.07 – 10h30 às 12h30 – Federações: AL/BA/SE/ES/GO

25.07 – 16h00 às 18h00 – Federações: DF/MS/MT/MG/RJ

27.07 – 16h00 às 18h00 – Federações: PR/RS/SC/SP