Concebido para coibir atos de irregularidade praticados por funcionários públicos e usuários, o projeto Detran Conduta já apresenta os primeiros frutos. Uma candidata a motorista foi presa em flagrante por agentes do programa ao tentar subornar dois examinadores do Detran, nesta quinta-feira (9), em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio. Bastante nervosa para fazer o teste, ela ofereceu R$ 1.200 à dupla que a avaliaria para que a aprovasse na prova prática de direção, na Cidade das Crianças, alegando que precisaria da habilitação para trabalhar.

Os dois servidores informaram o caso à presidente da banca examinadora, que acionou uma equipe de corregedores do Detran Conduta que já estava no local. Gerente de supermercado, a candidata foi levada para a 36ª DP (Santa Cruz), onde contou já ter sido reprovada uma vez, mas negou ter oferecido dinheiro aos examinadores — que confirmaram a tentativa de suborno em depoimento.

No entanto, quando os policiais a revistaram, encontraram R$ 1.980 em notas na sua bolsa, apreendendo os R$ 1.200 que seriam pagos aos dois servidores.

— Ações como esta do Detran Conduta reforçam a transparência com que tratamos o cidadão e a sociedade, com lisura no processo de habilitação para garantir a segurança nas ruas com motoristas realmente preparados e repudiando o mau comportamento daqueles que acham que ganharão facilidades criando dificuldades para as pessoas — declarou o presidente do Detran, Vinicius Farah.

Formado por policiais e ouvidores do Detran, o Detran Conduta visa a recompensar o bom comportamento dos funcionários do departamento e punir práticas ilegais em parceria com a Polícia Civil e o Ministério Público.

 

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DO DETRAN